Os Autores

Dayz Peixoto Fonseca


Natural de Miguelópolis (SP), reside em Campinas desde 1956, onde dedica-se à pesquisa sobre história cultural, cinema, fotografia e paisagismo. Cursou Filosofia, participou da fundação do histórico Cine-Clube Universitário de Campinas,  dirigiu o filme de curta-metragem, "Um Pedreiro" (1966) com o qual participou do II Festival do Jornal do Brasil (RJ) e, com o qual recebeu o prêmio de Melhor Filme Brasileiro do Festival Latino-Americano realizado pelo Foto Cine-Clube Bandeirantes de São Paulo (1968) e também o Prêmio Governador do Estado (SP)como cinasta amadora, em 1969. Participou do projeto de implantação do Museu da Imagem e do Som de Campinas, onde realizou as pesquisas históricas sobre o "Grupo Vanguarda de Campinas",  "História do Cinema Campineiro", etc. Realizou curadorias de exposições de artes  entre as quais: Thomaz Perina: Paisagens em Retrospectiva Didática (na Aliança Francesa de Campinas). No Centro de Ciências, Letras e Artes de Campinas, foi vice-presidente e  Presidente da entidade, realizando projetos de revitalização da sede e dos acervos, inclusive do Museu Carlos Gomes.  Apresentou exposições de fotografias de sua autoria, e realizou o projeto de pesquisa: "A Fotografia em Campinas Busca uma História". Em 2005, da pesquisa sobre Hércules Florence, criou o “site” biográfico   do  notável inventor da fotografia no Brasil.  

José Armando Pereira da Silva

Membro da Associação Brasileira de Críticos de Arte (ABCA), é pesquisador, com mestrado em História do Teatro pela Universidade do Rio de Janeiro (Uni-Rio) e em História da Arte pela Universidade de São Paulo (USP). Foi colaborador dos jornais Correio Popular e Diário do Povo, de Campinas, e redator do Diário do Grande ABC, de Santo André. Dirigiu, com Heitor Capuzzo, o documentário Estranho Sorriso (Prêmio no Festival de Gramado, 1981). Lecionou História do Teatro da Fundação das Artes de São Caetano do Sul. Colaborou na organização dos primeiros salões de arte contemporânea de Santo André e de São Caetano do Sul. Publicou: O Teatro em Santo André (1991), Província e Vanguarda – Apontamentos de influências culturais (1999), A Cena Brasileira em Santo André – 30 Anos do Teatro Municipal (2001), Guido Poianas – Retratos da Cidade (organização e textos), 2002, e Vertentes do Cinema Moderno, de José Lino Grünewald (organização com Rolf de Luna Fonseca) – Editora Pontes, 2003.

copyright: dayzpeixotofonseca