O Artista 

A história do artista plástico Thomaz Perina nos conduz inicialmente à primeira metade do século passado, onde encontramos o menino, filho de imigrantes, caminhando pelas ruas da Vila Industrial (Campinas/Brasil). Nasceu em 1921, na mesma casa onde vive até hoje. As explorações da paisagem incorporam-se ao comportamento do jovem artista, numa relação nostálgica e melancólica com os espaços da cidade. Quando encontra novos aspectos da paisagem urbana, outros, antigos, se desvanecem. Mas a Paisagem será eterna problemática a resolver. Suas primeiras participações nos Salões de Arte impressionam. Logo o autodidata se faz professor. Em seguida, mostra-se emergindo para uma nova esfera, próximo à da vertente construtivista, sem haver se preparado teoricamente para isso. No transe agitado dos anos 60, ele e seus companheiros do Grupo Vanguarda são descobertos enquanto se descobriam. 


Thomaz Perina, 1994

Assumindo os riscos da polêmica, são acolhidos pelos concretistas de São Paulo, com quem mantém intenso diálogo. Em 1961 Perina conquista o prêmio Governador do Estado, um dos mais importantes da época. Perina atuou também com competência e inovação como decorador (profissionalmente), e como cenógrafo e figurinista, colaborando com os grupos artísticos da cidade. Atualmente, aos 84 anos de vida e 64 de atividades artísticas continua em plena criação. Com o mesmo senso de pesquisa formal e o mesmo toque poético que sempre soube cultivar. 
copyright: dayzpeixotofonseca